Fitoterapia x Planta Medicinal

chá xícara fitoterapia chá verde planta medicinal

E ai pessoal, tudo bem? Hoje nosso tema vai ser Fitoterapia! Já ouviram falar? Sabem o que significa e o quanto pode melhorar nossa qualidade de vida?

Então vamos lá!

Fitoterapia é basicamente o estudo das plantas e as suas aplicações na cura/prevenção de certas doenças. Reforçando,  Fitoterapia (do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal)

A Fitoterapia oferece caminhos complementares às terapias tradicionais focando a natureza como objeto de escolha para a melhora da saúde global dos pacientes.

Todo produto farmacêutico, seja extrato, tintura, pomada, ou cápsula, que utiliza como matéria-prima qualquer parte de uma planta com conhecido efeito farmacológico, pode ser considerado um medicamento fitoterápico.

É comum que o ocorra uma confusão referente ao termo fitoterápico e planta medicinal, vamos falar um pouco mais sobre isso:

Fitoterápicos

Fitoterápicos são os medicamentos que são produzidos a partir de partes de plantas (folha, caule, raiz, semente, etc.) . Nesse caso a sua eficácia e segurança foi comprovada no cuidado de determinadas doenças. Ou seja, vão passar por testes de qualidade e só depois de garantirem a qualidade serão registrados no órgão federal de vigilância sanitária (ANVISA) somente depois desse processo serão comercializados.

Porque o fitoterápico acaba sendo uma melhor opção que as plantas medicinais?

Bom, o processo de fabricação de uma substância fitoterápica visa evitar principalmente a contaminação por microrganismos, agrotóxicos e substâncias não desejadas. Sempre será submetido a um processo de produção padrão, de forma que a cada preparo utiliza-se uma quantidade correta e a forma certa da planta, permitindo uma maior segurança no uso. Com isso o produto sempre será igual, nunca haverá diferença em quantidade ou qualidade.

Para quem tem muita vontade de iniciar o uso de fitoterápicos. porém não tem condições, pesquisem a respeito. O SUS tem um programa de referente ao uso.  ‘’A Fitoterapia no SUS e o Programa de Pesquisas de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos’’ http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/fitoterapia_no_sus.pdf esse é o guia para quem tiver interesse em ler!

Aqui vão algumas dicas de fitoterápicos que são ótimos em melhorar nossa qualidade de vida!

Chá verde em cápsulas

Esse fitoterápico apresenta um antioxidante chamado catequina, tem uma ação vascular, a cafeína que traz melhoras nas partes cognitiva e cardíaca, a vitamina K e as vitaminas do complexo B.

Pesquisas indicam que esses nutrientes podem trazer benefícios para a imunidade. É mais conhecido pelo potencial de acelerar o emagrecimento, a diminuição de gordura corporal e a redução dos níveis de triglicérides, entre outros benefícios. Também pode ser usado na forma de chá.

Garra-do-diabo ( Disponível no SUS)

O nome um tanto sinistro dessa planta de origem africana vem do formato de seus galhos e folhas. Encontrado em cápsulas ou comprimidos sua indicação é dores moderadas nas articulações e incômodos agudos nas costas, com destaque para a região lombar da coluna.

Cáscara-Sagrada ( Disponível no SUS)

Essa planta norte-americana tem vocação para ajudar o intestino, mas não caia na história de que é solução milagrosa para emagrecer. É utilizada em cápsula, comprimido, tintura, extrato e fluido.

Planta medicinal

Já a planta medicinal é a espécie vegetal, seria como se fosse a primeira parte do processo. Partes da planta poderá ser utilizada para aliviar ou curar enfermidades com base do uso comum no individuo ou comunidade. A grande diferença é que a planta medicinal não foi submetidas a um processo industrializado de fabricação e controle de qualidade. Ou seja, normalmente não tem a sua quantidade de uso assegurada, nem registrado. Normalmente é mais utilizada no preparo de chás.

Quais preocupações deve ter a cerca do uso de plantas medicinais?

As plantas possuem muitas substâncias químicas, como qualquer outro alimento que passar pelo processo do plantio. Algumas com toda certeza podem ser muito úteis no alívio de enfermidades, o cuidado tem que existir, pois outras podem ser perigosas. Precisamos conhecer o seu uso, pois depende de qual parte da planta está sendo utilizada, o tipo e a quantidade dessas substâncias químicas variam. Assim, por exemplo, o conteúdo das folhas não é necessariamente o mesmo das raízes, de modo que uma parte da planta pode trazer benefício terapêutico e a outra parte causar algum tipo de dano.

Algumas dicas para manter seguro o uso das suas plantinhas medicinais:

Preparar o medicamento, preferencialmente, com plantas colhidas há pouco tempo. Uma dica muito legal é ter em casa um vasinho em casa com suas plantinhas preferidas, evita a armazenagem prolongada e também alguns dos problemas a seguir.

Usar apenas plantas que sejam do seu conhecimento; na dúvida consulte um profissional da área. Não arrisquem pessoal!

Não coletar plantas perto de fossas, lixos, esgotos, locais tratados com agrotóxicos e na beira de estradas. (olha a dica de ter o vasinho em casa!)

Não guardar as plantas medicinais por muito tempo ,pois com o armazenamento elas podem aos poucos irem perdendo os seus efeitos.

Não façam misturas de plantas, pois a combinação entre elas pode gerar resultados imprevisíveis.

IMPORTANTE: Mamães que estão grávidas, evitar todos os tipos de plantas medicinais e fitoterápicos, a não ser que seja orientado por um profissional devidamente qualificado!

Agora vamos ver um pouco dessas plantas que podem evitar o uso exagerado de remédios e nos trazer uma melhora na qualidade de vida! Vamos lá…

Chás que podem ajudar e muito!

chá verde chá moído planta medicional fitoterapia

Carqueja

Indicada para distúrbios digestivos e problemas no fígado. Não existente somente na forma de chá, também é comum a utilização desse fitoterápico em forma de tintura, ou seja, um composto da erva concentrada em álcool, feito em uma farmácia manipulada.

Erva-Cidreira

Ela é indicada para combater cólicas intestinais e uterinas e quadros leves de ansiedade e insônia, como um verdadeiro calmante. Fácil de ser encontrada na forma de chá, não precisa de prescrição médica. A recomendação é de usar uma xícara de chá de duas a três vezes ao dia.

Alcaçuz

Planta fortemente adocicada conhecida há mais de três mil anos na Europa e na Ásia. Com seu sabor cerca de 15 vezes mais doce do que a cana, ela é usada há milênios tanto para combater aquela coceirinha na garganta que acompanha uma crise de tosse quanto pelos efeitos contra úlceras gástricas!

Boldo

A boldina, principal componente da planta, estimula a secreção de bile, substância produzida pelo fígado que age na quebra das gorduras. Por isso a erva melhora a digestão e, indiretamente, as funções hepáticas. Se a ideia é dar uma força à digestão, prefira batê-las com um copo de água e beber na mesma hora.

Fiquem espertos! Aqui no Brasil temos uma planta muito parecida com o boldo, o falso-boldo, encontrados em muitos jardins não deve ser consumido.

Pode ter certeza que existe uma planta/fitoterápico certo para você! Pesquisem, procurem, comentem aqui em baixo! Me perguntem que eu ajudo vocês, lembrem-se que remédios nas farmácias podem parecer que aliviam mais rápidos, mas sempre apresentam efeitos colaterais! Lógico que os remédios são necessários, mas enquanto pudermos evitá-los, será ótimo!

Encontro com vocês semana que vem? Combinado então!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá, quer fazer seu pedido?