Lactose: Intolerância ou Alergia? Conheça sobre esta e outras condições alimentares

a intolerância à lactose pode virar uma grande dor de barriga

Intolerância x Alergia

Sabe quando o leite deixa de fazer bem? E pessoas que não podem comer glúten? O texto de hoje vai ser usado para desmitificar algumas coisas que lemos e ouvimos por aí!

Vamos descobrir agora!

Intolerância versus Alergia: Inicialmente precisamos entender o que significada cada termo. Ambas podem causar problemas no nosso dia a dia, mas cada uma tem um motivo e um grau de seriedade. E hoje iremos entender as diferenças. Afinal, é preciso entender melhor o seu corpo. 

Intolerância a lactose

A intolerância alimentar é quando o corpo tem algumas respostas adversas causadas por uma característica fisiológica específica do indivíduo. Aliás, sabia que existem várias substâncias que o corpo pode não tolerar? Como exemplo dou duas comidas queridinhas do brasileiro: o Café, pois tem pessoas que não toleram cafeína. E para quem é amante de frutos do mar, o vilão pode ser o camarão, que pode causar sérias reações.

Mas, a que mais tem ganhando atenção é a intolerância a lactose, por ser um assunto muito discutido no momento. Afinal, você já deve ter visto diversos tipos de leite no mercado, não? Dos mais tradicionais, integral e desnatado, e os mais diferenciados, como o 0% lactose e o leite de soja.

A intolerância a lactose ocorre quando o leite ou seus derivados entram no corpo e sua absorção, que deveria ocorrer no intestino, não ocorre. Para que essa absorção aconteça é necessária que uma enzima chamada lactase quebre a lactose (o açúcar do leite) em menores moléculas (glicose e galactose), só quando ocorre essa quebra existe a absorção. Porém algumas pessoas tem a falta dessa enzima no corpo, a falta dela impede a absorção. Quando a lactose não é absorvida, ela se mantém no intestino causando desconforto.

Leia mais:

Existem três tipos de intolerância à lactose:

A primária: comumente acontece mais em pessoas idosas. Ocorre quando o corpo para de produzir a lactase, resultado do envelhecimento.  Quando criança, a produção de lactase é alta, devido ao consumo alimentar de sua idade. Com o tempo é normal que vá ocorrendo um declínio na quantidade produzida. E assim vai acontecendo até que possa chegar ao quadro da intolerância.

A secundário: Ocorre como sequela de alguma doença, cirurgia ou injúria. Caso tenha tido alguma virose muito forte e tenha causado feridas no intestino. Neste caso, o corpo pode parar de produzir lactase. Outras doenças que costumam causar secundariamente a intolerância são: doença celíacagastroenterite e a doença de Crohn.

A congênita: intolerância que se dá a pessoa que já nasceu sem a produção da lactase. Essa condição é bem rara, é passada de geração em geração, conhecida como herança autossômica recessiva. Isso significa que tanto o pai quanto a mãe precisam transmitir o gene da intolerância à lactose para o filho.

intolerância à lactose vaca produz leite vaca é a vila ?
A vaquinha é a vilã dos intolerantes à lactose?

Sintomas da intolerância

Os sintomas de intolerância à lactose normalmente iniciam de 30 a 120 minutos depois do indivíduo comer alimentos ou bebidas que contenham lactose. Entre os sintomas estão:

  • Diarreia
  • Náusea e, às vezes, vômito
  • Dores abdominais
  • Inchaço.

A intensidade dos sintomas varia de acordo com a ocasião, mas eles costumam ser  mais tranquilos.

Diagnóstico

É necessária a busca de um médico sempre que notarmos mudanças na maneira de agir do nosso corpo. 

O exame é fácil e a resposta é rápida: o paciente irá ingerir um líquido rico em lactose. Após 1 hora fará exame de sangue. Se no exame apontar alta concentração de glicose no sangue, significa que a lactose foi quebrada e a glicose absorvida. Já ao contrário, se não tiver altas concentrações de glicose, o indivíduo saberá que a lactose não foi quebrada, nem absorvida.

Para a intolerância não temos tratamento, as únicas opções são a retirada da lactose do plano alimentar. Ou seja, deixar de consumir leite e seus derivados ou consumir alimentos sem lactose que já encontramos facilmente no mercado. Outra opção é tomar a lactose em forma de cápsulas, quando for ingerir leite e seus derivados.

Lembre-se: Caso a opção viável seja a exclusão de leite e seus derivados, devemos ficar atentos ao cálcio. Sem ele podemos ter um problemão! Se for necessário invista em suplementação.

Alergia Alimentar

A alergia alimentar é um pouco mais preocupante, pois o corpo apresenta uma resposta mais rápida e com sintomas mais sérios.  A alergia ocorre quando o corpo apresenta uma reação inflamatória a alguma substância encontrada no alimento.

Falaremos sobre dois tipos de alergia: a Leite e a Glúten.

Primeiramente o leite, como já vimos lá em cima ele pode dar trabalho! Em relação a alergia o intestino tem um aumento na permeabilidade, ou seja a barreira dele diminui e passam mais moléculas. A proteína do leite ao passar a barreira causa uma reação imunológica.

Existem dois níveis:

Primário: Genético, a criança nasce com a predisposição a ter essa alergia.

Secundário: pode ser dar por uma infecção no intestino.

Sintomas

Existem vários tipos de reações e cada uma pode ter um sintoma. Esses mesmos podem ser desde reações imediatas até demorar dias a aparecer.

As respostas rápidas comumente surgem com os seguintes sintomas.

  • Urticária (placas vermelhas disseminadas, geralmente com coceira associada),
  • Angioedema (inchaço dos lábios e dos olhos);
  • Vômitos em jato e/ou diarreia após a ingestão do leite;
  • Anafilaxia
  • Choque anafilático
  • Chiado no peito e respiração difícil.

Em outro tipo de resposta imunológico podemos apresentar os sintomas mais tardios que podem demorar até dias para surgir:

  • Vômitos tardios;
  • Diarreia com ou sem muco e sangue;
  • Sangue nas fezes
  • Cólicas e irritabilidade;
  • Intestino preso;
  • Baixo ganho de peso e crescimento
  • Inflamação do intestino
  • Assadura e/ou fissura perianal

 

Diagnostico

O médico irá pedir exatamente da sangue ou fazer o exame tópico, que consiste em colocar o alimento em contato com a pele e aguardar pelas reações tardias.

O único tratamento considerado seguro é a abstenção total do consumo de leite e seus derivados a dieta. Caso ocorra o contato por algum motivo, o indivíduo deve ir para um hospital ou tomar o medicamento já receitado pelo médico após diagnóstico feito.

Problemas com colesterol? Leia mais em nossa matéria e entenda seus tipos!

Doença Celíaca

A doença celíaca ocorre mediante ao contato do intestino com a gliadina, uma proteína encontrada no glúten.  Esse contato libera a resposta imunológica.

 

Tipos de doença celíaca:

Clássica: Comum na infância, entre o primeiro e o terceiro ano de vida, que é quando ocorre a introdução de pãezinhos, massas entre outros.

Não Clássica:  Apresentam poucos sintomas intestinais. Normalmente aparece de outras maneiras como  anemia, irritabilidade, fadiga, mancha nos dentes

Assintomática:  Nesse caso não há manifestações clínicas. Deve ser descoberta por pesquisa de anticorpos caso familiares também sejam diagnosticados.  O perigo dessa se dá em relação a falta de conhecimento da doença, já que a falta de tratamento pode causar outras doenças tais como câncer intestinal, osteoporose, aborto e até esterelidade.

Diagnóstico

É sempre bom estar atento as mudanças diárias que ocorrem no seu corpo. Isso fará com que o médico tenha mais facilidade em encontrar um diagnóstico correto.

A doença só pode ser diagnosticada por meio de exames de sangue, pois os sintomas são muito variados e constantemente associados com outras doenças.

A doença celíaca não tem cura, por isso devemos seguir uma dieta rigorosa retirando totalmente o glúten da alimentação (ex: trigo, a cevada e o centeio), assim prevenimos outras doenças também.

É isso ai pessoal, hoje vimos como é importante saber o que ocorre no nosso corpo quando consumimos os alimentos. Devemos estar atentos aos sintomas e como os nossos exames sempre em dia! Saúde é tudo! E você apresentou algum problema com alimentos já? Conhece alguém que tem? Sabe das dificuldades? Comenta aqui no nosso texto, vamos conversar!

 

Até semana que vem!

Alguma ideia para outros textos? É só pedir que a gente dá um jeitinho de fazer um bate papo legal pra ajudar com suas curiosidades! Intolerância e alergia são um assunto muito importante. Cuidar da saúde, para que o glúten, cafeína ou lactose não se tornem vilões da sua dieta, também!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá, quer fazer seu pedido?