Anorexia – o distúrbio silencioso

remedios disfunção emocional mental corpo psicologo

E ai pessoal tudo bem? Depois de tantos assuntos que já falamos, o de hoje vai ser sobre um tema sério: anorexia, um distúrbio perigoso, presente nos dias de hoje.

A anorexia

Um dos grandes culpados é a industria da moda, pois sempre privilegia  modelos magérrimas. E mesmo que esteja mudando aos poucos seus paradigmas – diante de tantas modelos com anorexia – as roupas produzidas ainda induzem as jovens a buscar um peso menor.

 

Esta influência, juntamente da mídia, pode ser um ponto muito negativo na construção das personalidades que estão se formando, ainda mais que adolescentes são inseguros: apresentam corpo em constante modificação, e ainda precisam da aprovação pela beleza, que lhe garante um lugar de poder dentro dos grupos – principalmente na idade escolar.


Outras pessoas que fazem parte do grupo de risco são as que tem guardado algum trauma que envolva rejeição pela família ou abusos físicos e sexuais. Ou algumas profissões que cobram demais, trazendo a possibilidade de desenvolver a doença, sofrem com isso os atletas, bailarinos, dançarinos, ginastas ou modelos.

O início

O grande problema da anorexia é que começa de maneira branda, o paciente com a doença é considerado normal, exceto pela visão que alimenta de si mesmo. É um distúrbio alimentar/psicológico, que atinge na grande maioria adolescentes. Está diretamente ligada aos aspectos psicológicos, fisiológicos e sociais.

Nos dias de hoje, a obsessão pela magreza e ‘corpo perfeito’ criam ideais de beleza que são difíceis de serem alcançados. Esse distúrbio acomete em maior parte com as mulheres, que são mais cobradas em relação ao corpo.

Pessoas que tem tendência à obsessão a magreza devem ser vigiadas com atenção, especialmente se estiver passando por algum momento de muita pressão. Situações tensas são causadoras do início desse distúrbio, tais como separação, perda de algum ente querido, mudança de cidade, perda de emprego, entre outros.

A dificuldade de identificar o distúrbio tem a ver com que o indivíduo tenta esconder ao máximo os sintomas, então finge estar se alimentando ou usa roupas mais largas para evitar que reparem na perda de peso recorrente.

Desenvolvimento da Anorexia

Com o início do distúrbio, o anoréxico começa a sentir desespero cada vez que se olha no espelho. A distorção da auto-imagem é um dos sintomas que mais são difíceis de serem tratados. O que ocorre é o seguinte: não importa a maneira que o corpo da pessoa esteja, ela nunca estará satisfeita. Por isso utilizam diversos recursos, além do jejum, toma diuréticos e laxantes.

Outros fatores que podem ajudar na detecção da doença é a extrema organização, responsabilidade, independência, interesse pelo valor nutritivo dos alimentos, tentativas de melhorar a alimentação da família, permanecer horas em frete ao espelho, realização exacerbada de exercícios, sempre estar preocupado com calorias.

anorexia é um distúrbio triste que afeta toda a família

O problema da detecção é que por vezes inicia retirando apenas uma refeição, o que em dietas malucas que encontramos por ai, é totalmente normal. Somente com o desenvolvimento da doença o indivíduo vai aumentando a retirada dos alimentos, aliando sempre a rotinas absurdas de exercícios.

São reconhecidos dois tipos de anorexia nervosa:

Tipo restritivo: Os pacientes diminuem o consumo de alimentos, mas não se envolvem regularmente em episódios de compulsão alimentar ou em comportamentos purgativos;
Tipo compulsão alimentar/purgativo: Os pacientes têm episódios de compulsão regularmente e, então, produzem vômitos, abusam de laxantes, diuréticos, enemas ou uma combinação de todos eles.

Sintomas


Com o desenvolvimento da doença, a falta de nutrientes começa a afetar diretamente a saúde do indivíduo. O primeiro sintoma é a perda de peso. Posteriormente podemos notar descalcificação dos dentes, pele seca e amarelada, dor de cabeça e alopecia. Podem ser sintomas lábios secos, amenórreia, cabelos finos e ressecados, anemia, retardo no crescimento, problemas cardíacos, osteoporose entre outros.

Nas meninas ocorre a pausa da menstruação. Como os hormônios precisam de gordura para seu funcionamento, a falta dela no corpo faz com que parem de menstruar.

Outros sintomas de aspecto psicológicos que o indivíduo pode sentir são:

A pessoa passa a maior parte do tempo pensando no medo de engordar. Sensação intensa de culpa e uma ansiedade desproporcional por eventualmente ter saído um pouco da dieta.
As pessoas dizem que você está muito magra, suas roupas estão cada vez mais largas, mas você não se acha magra e ainda quer perder peso.

Obs: se você se identificou com um desses tipos, consulte um médico psiquiatra ou endocrinologista.

Prognóstico

O prognóstico é bom: a forma leve da doença nunca leva a morte. As complicações mais sérias do distúrbio apresentam uma taxa de mortalidade próxima aos 10%. Com o tratamento correto, metade dos pacientes recuperam todo peso perdido, revertendo  assim, as complicações endócrinas ou de outro tipo. Cerca de um quarto pode ter desfechos intermediários ou recair. O quarto restante tem desfecho negativo,
incluindo recidivas e complicações físicas e mentais um pouco mais duradouras.

Tratamento


O tratamento da anorexia poder ser difícil e complicado, o que acontece é que normalmente uma pessoa com anorexia não se conscientiza do seu estado ou não aceita a sua condição. É necessário que a paciência dos pais e familiares seja grande, já que é importantíssima nesse período que pode demorar anos se a rejeição do paciente quanto à sua condição se manter.

Pode ser usada terapias individuais, em grupo ou familiar, dependendo da condição de cada caso. Em alguns casos mais sérios pode surgir a necessidade de internação caso tenha que forçar a ingestão de alimentos hipercalóricos, caso ocorra algum problema físico, e também para a introdução de antidepressivos.

Reidratar o organismo, recomeçando a alimentação à base de soros e líquidos (o estômago reduzido por não comer a tempos não suporta alimentos sólidos).
Caso o paciente negue a alimentação, o que é muito comum, é colocada uma sonda para alimentação ocorrer de forma enteral.
Antidepressivos devem ser usados com cautela, pois podem diminuir o apetite da pessoa, dificultando a ingestão do alimento

Mão na consciência

Os pais devem estar atentos a pequenas mudanças.

Adolescentes enfrentam muitos problemas nessa fase, é nosso dever estar por perto e ser exemplo.

Afinal as estatísticas revelam que 90% dos pré-adolescentes com problemas de bulimia e anorexia são filhos de pais obesos ou excessivamente  preocupados em emagrecer.

Até semana que vem!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá, quer fazer seu pedido?