Efeito Platô

efeito plato perda de peso
Compartilhe
73 / 100 SEO Score

E ai pessoal, como vocês estão? Hoje nosso tema é efeito platô! Vocês podem não reconhecer por nome, mas com certeza vão lembrar que já passaram por isso! Em algum momento da dieta ou reeducação alimentar vocês perceberam que não estavam mais perdendo peso? Ou na rotina de exercícios físicos percebeu a estagnação dos resultados? Bom pessoal, esse é o chatinho e muito conhecido efeito platô, vamos entender um pouco mais…

Efeito Platô

O efeito platô é uma reação do nosso corpo onde ocorre uma adaptação ao que está sendo proposto, não é mais novidade, isso faz com que o indivíduo pare o processo de emagrecimento, ou seja, paramos de perder peso. Esse fenômeno ocorre porque nosso corpo se acostumou com a nova condição que foi imposta e passa a gastar menos calorias, desacelerando o nosso metabolismo. O corpo funciona de uma maneira muito inteligente, aprende a sobreviver com o que é fornecido, então a quantidade de calorias ingeridas passa a ser o suficiente para manutenção do corpo.

Sem contar que a progressiva perda de peso gera uma diminuição das necessidades energéticas, uma vez que o gasto energético reduz conforme ocorre uma diminuição do nosso peso corporal

Esse efeito normalmente provoca grandes frustrações, pois a falta de resultado diante de tanto esforço acaba desanimando o indivíduo. Para reverter esse quadro, é necessário, em alguns casos, mudar o estilo da dieta na tentativa de driblar o organismo e associa-la à pratica de atividade física. É necessário colocar o corpo para trabalhar novamente.

Como driblar o efeito platô

Preste atenção nos detalhes

Evite uma mesma rotina de exercícios por um período longo. Sempre que possível, mude o seu cronograma de exercício. Por exemplo, se você está com uma rotina de corrida, e seu costume está em correr em um ritmo moderado por 40 minutos cinco vezes por semana, mude um pouco, que tal adicionar um pouco de velocidade em uma de suas corridas, o tempo pode até ser menor, mas a intensidade maior.

Aumente a distância

Outra maneira de tentar mudar os estímulos no corpo é aumentar a distância dos seus treinos. Se você costuma correr a mesma distância toda vez que treina, tente fazer uma das suas corridas um pouco mais longa em um dos dias. Além de queimar mais gordura, você ainda ganhará resistência, ou seja, só teremos benefícios.

Mude as cargas

Adicionar treinamento de força para isso é uma boa pedida. Além de queimar os quilos extras, você aumenta a o ritmo do seu metabolismo e ganha massa muscular magra.

LEMBRE-SE: Não é você que deve fazer as mudanças nos treinos por conta própria, é imprescindível ter o acompanhamento de um profissional qualificado. Os educadores físicos são importantes para estabelecer o novo treino, definindo frequência, intensidade, número de repetições e tempo de descanso e evitando lesões desnecessárias.

Faça um diário alimentar

Fazer um diário alimentar descrevendo tudo que come, inclusive as quantidades, é imprescindível na hora de avaliar seu caso. Pois com o diário é possível analisar se por acidente algum ponto não está sendo cumprido. Já existem aplicativos para celular em que se pode anotar todo dia alimentar, podem ser grandes aliados nessa hora.

Mudança na composição alimentar

Após um tempo de anotação no diário alimentar, foram gerados dados que podem ser analisados para que seja feito um ajuste calórico, que é um dos principais fatores associados à reversão do efeito de estagnação do peso.

A substituição de fontes de carboidratos, a troca dos lanches entre as refeições são alguns fatores importantes a serem avaliados e modificados.

Todas essas mudanças devem ser orientadas por nutricionista, responsável por adequar suas necessidades e incluir estratégias pertinentes ao programa de emagrecimento!

Mantenha-se hidratado

A adaptação do corpo à sua rotina de alimentação e treinos não é o único motivo para que seu organismo entre no efeito platô, a baixa ingestão de líquidos também é um dos fatores que levam à estagnação do metabolismo. Portanto, a dica é: mantenha-se hidratado.

DICA: Não espere sentir sede para beber água, isso já é um sinal de desidratação! Para aumentar o consumo de água durante o dia, tenha a mão uma garrafinha e ande sempre com ela. Outra sugestão, é investir em sucos naturais, chás e vitaminas para complementar a ingestão de líquidos.

Fique atento ao descanso

Descansar faz parte do treinamento. Se o seu desempenho está estagnado, verifique se o descanso está sendo suficiente. Todos nós precisamos de boas noites de sono, o corpo descansa, desintoxica e se regenera muscularmente. Portanto, fiquem atentos!!

Não desista

Mesmo que pareça difícil, se você fizer mudanças nos seus treinamentos e na alimentação, certamente, chegará ao seu objetivo, com muita saúde. Lembrando sempre que fazemos tudo não somente pela estética, mas principalmente pela saúde e boa qualidade de vida. Que o nosso corpo e nossa rotina se acostumem com a mudança de vida. Não podemos programar uma data limite para parar com os exercícios ou com a alimentação saudável, devemos mudar a nossa mente e saber que são medidas adotadas para toda vida.

Reafirme seu compromisso com seu novo estilo de vida, sinta-se feliz em ser saudável, procure variar suas receitas, mudar o tempero, e renove sempre para nunca perder o estímulo.

Por hoje é só pessoal! O que vocês acharam? Já tinham ouvido falar desse efeito platô? Já passaram por essa situação? Como conseguiram driblar? Me contem aqui nos comentários, vou ficar feliz de trocar experiências com vocês! Ah, e caso tenham sugestões de temas também comentem!!

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, quer fazer seu pedido?
Powered by